“Desafiando limites para conectar o mundo de forma inteligente”

A COMPANHIA E A RELAÇÃO COM O AVANÇO DA INTERNET NO PAÍS

Primeira latino-americana de equipamentos DWDM, a Padtec iniciou suas atividades em Campinas, no interior de São Paulo, no ano de 2001. Seu ramo é de tecnologia, mais precisamente, no mercado de telecomunicações, fabricando, desenvolvendo e comercializando soluções ‘turnkey’ para sistemas ópticos.

A companhia abriu seu capital na B3 em 2000, quando ainda se chamava Ideiasnet S.A. e atuava como empresa de investimentos em projetos de internet, com foco em investir em empresas de rápido crescimento. Além disso, é fornecedora global, principalmente na América Latina.

Seu portfólio de clientes é bem amplo, englobando as operadoras de telecom (Algar, Claro, Oi, Vivo e Tim), Provedores Regionais, Carriers of Carriers, Sistemas Submarinos (exemplo: Google e Globenet), entre outros. As redes ópticas chegam em mais de 200 mil km.

BANDA LARGA NO BRASIL: MERCADO EM EXPANSÃO

Em outubro de 2020, o Brasil atingiu 14.625 operadoras autorizadas a prestar o serviço de banda larga fixa. Em setembro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) permitiu 1.385 novas operadoras. Em 2010, o Brasil possuía apenas 1.949 companhias. Significativamente, a oferta de banda larga no país tem avançado.

Notoriamente, com o avanço da tecnologia, as empresas que atuam como intermediárias da internet têm se beneficiado e muito. Assinaturas de TV à cabo, plataformas de Streaming e jogos online, por exemplo, dão a dimensão de quanta demanda há no setor em que a Padtec atua.

No entanto, o acesso à internet no Brasil ainda é restrito, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do país. A população desassistida é de 14%, segundo a Anatel.

PARA ALGUNS, UMA AMEAÇA. PARA PADTEC, UMA OPORTUNIDADE

A pandemia da Covid-19 trouxe consigo a necessidade do isolamento social e de se reinventar para que a vida não parasse. As empresas que tinham a possibilidade de trabalho remoto optaram pelo home office e escolas e universidades passaram a seguir a partir do método Ead (ensino online à distância). Mesmo após a flexibilização da quarentena no país, algumas companhias preferiram continuar com o trabalho remoto. O aumento do acesso à internet nas velocidades acima de 34 Mbps aumentou cerca de 20%.

Com isso, a demanda por internet de qualidade se expandiu, abrindo novas oportunidades para empresas como a Padtec, mesmo em meio à crise sanitária. Segundo relatório entregue pela companhia em fevereiro deste ano, a pandemia não trouxe impactos materiais nos resultados de 2020. Todavia, com relação ao cenário macroeconômico, é possível que haja efeitos negativos sobre a companhia por conta da retração econômica.

DADOS FINANCEIROS

No ano de 2020, a Padtec somou receita operacional bruta de R$ 317,9 milhões, alta de 27% frente a 2019. As receitas com vendas de sistemas de transporte óptico aumentaram 32%, ao mesmo tempo em que as receitas das vendas de Serviços Premium mostraram leve queda de 3,6%, ante 2019. O resultado das receitas financeiras do ano passado foram de R$ 15,1 milhões e despesas financeiras de R$ 20,3 milhões, resultado financeiro negativo de R$ 5,2 milhões.

O endividamento da companhia no final de dezembro de 2020 é de R$ 82,5 milhões, compostas por 23% de curto prazo e 77% de longo prazo.


Fonte: SaraInvest Research; RI da companhia.

INDICADORES E ATIVOS NA B3

A empresa apresenta o indicador P/L de 25,43 está relativamente alto, podendo os papéis estarem sobrevalorizados, assim como o Preço/Ebitda de 24,65 indicando o mesmo.

No entanto, o indicador de liquidez corrente (ativo circ./ passivo circ.) é de 1,82, mostrando que a empresa possui capacidade de honrar com suas obrigações de curto prazo.

Os indicadores de rentabilidade como ROE (16,71%), demonstram que a companhia está utilizando seus recursos de maneira produtiva.

As ações da Padtec são negociadas na bolsa de valores apenas com ações ordinárias (ON), com o código PDTC3. A cotação da ação hoje está por volta dos R$ 5,58. No ano as ações se valorizaram 82,35%, entretanto, no mês está com desvalorização de 3,79%.

Sobre o
autor:  Marco Saravalle 
é analista CNPI-P e sócio-fundador da BM&C e
da Sara Invest. Foi estrategista de Investimentos do Banco Safra, estrategista
de Investimentos da XP Investimentos, Analista e co-gestor de fundos de
investimentos na Fator Administração de Recursos e GrandPrix e analista de
ações na Coinvalores e Socopa. Iniciou sua carreira no programa de Trainee do
Citibank. Formado em Ciências Econômicas pela PUC-SP, Pós-graduado em Mercado
de Capitais pela USP e Mestrando em Economia e Finanças pela FGV/EESP.
Atualmente é Diretor Administrativo/Financeiro da Apimec Nacional, membro do
comitê de educação da CVM e presidente do Conselho da ONG de educação
financeira, Multiplicando Sonhos.

 

Caso você também queira escrever algo em nosso Portal, envie seu texto
para contato@smallcaps.com.br. Além do texto, precisamos de sua assinatura, com
nome e qualificação. Nos reservamos o direito de decidir quais textos iremos ou
não publicar.

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal
Small Caps

NÃO SE TRATA DE RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA

Siga nosso Twitter: https://twitter.com/portalsmallcaps

Instagram: www.instagram.com/portalsmallcaps

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui