Figurando na posição de 2º melhor IPO do ano, em termos de performance, a Sequoia é uma companhia de logística com foco no segmento de e-commerce e na etapa de entrega ao consumidor final, conhecida como “última milha”. Com uma valorização de ~80% desde o IPO realizado no início de outubro, o desempenho é superado apenas pela transação de Locaweb, com ~330% de valorização.

Em sua oferta pública inicial, a companhia levantou R$906 milhões, constituídos de uma parcela secundária de ~R$560 milhões na qual o fundador da empresa, Armando Marchesan e o fundo de Private Equity Warburg Pincus venderam parte de suas posições e uma parcela primária de ~R$350 milhões aonde os recursos vão para o caixa da companhia.

A destinação dos novos recursos levantados serão principalmente para (1) Fusões e Aquisições; dado que o setor de transporte de cargas é extremamente fragmentado no Brasil (Top 10 concorrentes possuem ~5% de participação de mercado(1)) e (2) Investimentos gerais em tecnologia e expansão da plataforma que são diferenciais de Sequoia.

Visão Geral da Companhia: Principais Segmentos de Atuação (Composição da Receita Bruta) e Tamanho do Mercado Endereçável (em US$)(2)

Fonte: (1)  Fonte: CNT, Abilog e companhias – dados de 2018. (2) Release de Resultados do 3T20 da companhia.

Ao longo dos três segmentos de atuação, a Sequoia consegue entregar um nível de serviço (SLA – Service Level Agreement) acima de 95%, na média, este é o desempenho oferecido pelos operadores logísticos aos seus clientes no atendimento de pedidos. Fica evidente, portanto, que a Sequoia oferece uma solução terceirizada eficiente e competitiva – a base de clientes é composta por empresas de alto nível, dentre elas os principais varejistas online do país.

Parte da estratégia da companhia consiste em aumentar a penetração nestes clientes atuais, que hoje a somam mais de 2,600 empresas e metade desta base já possui um relacionamento de mais de 4 anos. Além disso, outro aspecto da estratégia e focar no interior do país onde a competição é menor que nos grandes centros criando uma barreira natural. Um varejista verticalizado, por exemplo, vai ter dificuldades de competir apenas com seu volume próprio para esses destinos mais distantes, uma vez que o número de pedidos é menor e o custo, portanto, maior para entregar nessas localidades. A Sequoia busca acumular volume de diferentes clientes, reduzindo o custo final da rota e se tornando uma solução barata e eficiente. O varejista, portanto, é incentivado a terceirizar seu volume.

Principais Destaques da Tese de Investimento

  1. A Sequoia é um veículo alternativa para participar do forte crescimento esperado para o mercado de E-Commerce brasileiro

Mercado Brasileiro de E-Commerce é Grande e Crescente (GMV em Bilhões de Reais)

Expectativa que o comércio online cresça ~250% entre 2019 e 2025.

Fonte: ABCOMM.

Varejo Online Brasileiro Ainda É Extremamente Dependente dos Correios

 Pesquisa: Companhias que Dependem Principalmente os Correios?

Fonte: Companhia e ABCOMM – referente ao ano de 2019.
  • Modelo asset-light (98% terceirizado) escalável e flexível, com ROIC superior ao mercado e com baixa necessidade de reinvestimento (CapEx)
Fonte: Formulário de Referência da companhia, Bloomberg e sell-side research.

  • Presença nacional diferenciada cobrindo 92% do PIB nacional – a empresa atende 70% dos pedidos B2C para o interior do Brasil (First Mover Advantage)
Fonte: Formulário de Referência da companhia.

A Sequoia possui praticamente toda sua base de ativos na forma terceirizada, isso garante extrema flexibilidade da capacidade da malha logística: bases e rotas novas podem ser estabelecidas com facilidade e com pouco emprego de capital, assim como rotas deficitárias podem ser ajustadas/realocadas de maneira rápida, garantindo otimização, densidade da rede e baixo custo. O CapEx feito pela Sequoia gira em torno de 2 a 3% da receita e cerca de 90% deste valor é destinado a melhorarias tecnológicas e principalmente automação.

A baixa necessidade de novos investimentos assegura retornos muito superiores a indústria, a Sequoia entrega um retorno sobre o capital investido que é praticamente o dobro do atingido pela Tegma, que é um ativo premium, porém concentrado no transporte de veículos novos apenas. O modelo de negócios desenvolvido pela Sequoia se assemelha a empresas de entrega expressa asiáticas, principalmente as chinesas, que apesar de possuírem retornos em linha, atualmente crescem menos e negociam a múltiplos muito mais altos, este é um potencial caminho que a Sequoia pode trilhar no futuro ao atingir patamares similares de tamanho e escala.

  • Apoio do fundo americano Warburg Pincus, equipe de gestão experiente e altos padrões de governança e controles internos
  • Continuidade da tese de consolidação na indústria através de aquisições

Evolução da Receita Bruta e Principais Aquisições Passadas (Milhões de Reais)

CAGR 2015-2020: Orgânico – 21% | Total – 37%

Fonte: Formulário de Referência e demonstrativos financeiros da companhia.

Os principais acionistas da companhia atualmente ainda são seu fundador, Armando Marchesan e o fundo norte-americano Warburg Pincus que adquiriu participação em 2014 buscando suportar o crescimento da companhia e auxiliar no desenho da estratégia de aquisições. O componente inorgânico é relevante para Sequoia e parte central de sua tese de crescimento. O mercado é muito fragmentado quando nos referimos aos serviços diretos ao consumidor final (B2C), como entrega expressa e last mile, logo, a companhia busca incorporar empresas complementares em termos de tipo de serviço ou presença geográfica. Durante o 4º trimestre de 2020, por exemplo, a companhia anunciou o fechamento de sua mais recente aquisição, da Direcional, focada principalmente no transporte de pesados (eletrodomésticos, eletroeletrônicos, moveis e equipamentos de ginastica, por exemplo) que era um segmento onde a Sequoia não atuava até o momento. A aquisição da TA na primeira metade do ano representa o outro lado, expandir no segmento B2B fracionado e aéreo (LTL) agregando novas regiões geográficas.

Seu fundador, Armando, é um professional com extensa experiencia no segmento logístico tendo passagens relevantes pelo Submarino (atualmente B2W) e posteriormente Natura. Ambos (Armando e Warburg) possuem um acordo de acionistas que os permite compartilhar a gestão da companhia após o IPO. Em termos de governança, a Sequoia esta listada no Novo Mercado da B3, possui 7 membros no conselho com perfis diversos e complementares, 2 membros independentes e o presidente é um consultor sênior do fundo Warburg Pincus e também seu ex-partner. O fato de o fundador ainda possuir uma participação relevante na companhia, bem como participar do dia a dia da gestão como CEO garante um conforto adicional em termos de alinhamento de interesses com os demais acionistas minoritários.

Em suma, a Sequoia apresenta uma história singular de crescimento e rentabilidade devido ao modelo de negócios único. O oferecimento de um leque de soluções logísticas amplo e complementar, em formato modular e integrado, apoiado pela evolução constante de sua tecnologia proprietária deverá garantir crescimento acelerado sustentável e com retornos elevados. A companhia irá se beneficiar da expansão natural do mercado de comercio eletrônico, bem como do crescimento advindo da maior penetração nos clientes atuais e, por último, do seu movimento de consolidação que deverá render boa captura de sinergias operacionais e ganhos de escala cada vez maiores. Esses atributos garantem a Sequoia posição de destaque como opção de investimento para os anos que virão.

Elaborado pela Equipe de análise da LOGOS CAPITAL.

Sobre a Gestora: fundada em 2018 é uma gestora de recursos dedicada ao investimento em ações com foco em retorno absoluto.

 (011) 4130-5510

Email: contato@logoscapital.com.br

Siga nosso Twitter: https://twitter.com/portalsmallcaps

Instagram: www.instagram.com/portalsmallcaps

NÃO SE TRATA DE RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA

4 COMENTÁRIOS

  1. Cresceu tanto q n conseguem fazer uma entrega que preste. Foram 4 tentativas ate eu ter q ligar e mudar o endereço de entrega pq diziam “destinatário ausente” mesmo tendo pessoas pra receber todo dia. Pior transportadora, de longe, atualmente.

  2. HORRIVEL OS SERVICOS BASTA IR NO RECLAME AQUI. VC VERAO A QUANTIDADE DERECLAMACOES. COMPREI UM CELULAR NO DIA 01/12/2020 ATE O MOMENTO A EMPRESA A SEQUOIA NAO ENTREGOU. O TELEFONE LIGA E NINGUEM ATENDE. INUMEROS EMAIL FIRAM ENVIADOS E NUNCA FOI RESPONDIDO.

  3. Não recomendo essa transportadora , são percimo profissionais e não realizar entrega prometida.Acho que os funcionários nem sabem usar o GPS . O CEP da cidade de Itaberaba é único, esses incompetentes não localizaram e ainda na maior cara de pau devolveram a mercadoria depois de 40 dias informando que o CEP 46880- 000 da rua não existe, sendo que o CEP é para todas cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui