“As estratégias e perspectivas da empresa de luxo que surpreendeu o mercado durante a pandemia”. por Marco Saravalle

A empresa JHSF, impressionou o mercado durante a pandemia, que fez o resultado da maioria das incorporadoras desabarem e interromper os lançamentos. A JHSF fez diferente, inovou e buscou soluções para clientes de alta renda que buscaram refúgio em grandes centros urbanos, colhendo bons frutos em seus lançamentos, além da retomada econômica prevista para favorecer as outras unidades de negócios, como hospitalidade & gastronomia e shoppings centers. O aeroporto é um ativo único, para clientes especiais, sendo considerado único no Brasil com estas características e seu reconhecimento ganhou forma que foi necessário ampliar a sua capacidade, construindo novos hangares. Acreditamos que a companhia está apenas se preparando para decolar e voar sem turbulência neste ambiente econômico incerto para maioria das empresas do setor.

Aeroporto Catarina

“Menu principal: Hospitalidade e Gastronomia sendo a estrela Michelin”

A companhia e seus clientes mudaram seus hábitos de consumo de forma drástica, e nem sempre isso é negativo para a JHSF. A companhia adotou seu padrão Fasano, conhecido pela sofisticação para dentro de casa, promovido pelo serviço de delivery próprio e com time especializado em atender o cliente de alta renda. As iniciativas digitais, deixaram uma marca significativa em seus resultados, e este toque final do chef, na qualidade do atendimento e de seus produtos, ainda irá se perpetuar em seus canais digitais.

A partir do terceiro trimestre, enxergamos a retomada gradual da economia brasileira, sendo refletida em maior movimentação por parte dos hotéis e restaurantes da marca Gero e Fasano. Já no segmento de hospitalidade, os dados mostram retomada em ritmo saudável, sendo um resultado acima do que a companhia previa inicialmente. Isso demonstra a preferência do consumidor nas principais marcas do grupo, onde nós classificamos a companhia com um selo de resiliência promovida pelo valor agregado de seus serviços e produtos oferecidos.

Hotel e Restaurante Fasano Bahia

“Você já comprou sua casa na Fazenda? Esta pode ser a sua última chance! ”

A preferência da população classe AAA em escolher ambientes longe dos grandes centros urbanos, fez a companhia se destacar em um ambiente econômico instável e ao mesmo tempo aterrorizador quando comparado aos seus pares. A empresa vive seus melhores anos em vendas contratadas de incorporação, onde este trabalho foi sendo desenhado a anos atràs, desde a construção de seu landbank pensado para este tipo de finalidade, integrando hospitalidade e segurança. Isso se mostrou muito eficiente que a companhia continua entregando resultados fortes como foi divulgado nesta última sexta feira (15/01). A vendas da fazenda Boa Vista saltaram 151,5% no 4T19 ao 4T20 e ainda os resultados da Boa Vista Village saltaram para os incríveis 747,9% no mesmo período analisado, repito, em plena pandemia. Ainda não colocamos na conta a venda do terreno no parque Catarina para a XP Investimentos na ordem de R$ 98,6 milhões, onde será construída a Villa XP.

Fazenda Boa Vista

“Resultados em altura máxima, sem perspectiva de pouso”

Enquanto a demanda de voôs em aviões comerciais diminuíram consideravelmente, a demanda de voos em aviões executivos marcaram o crescimento exponencial em número de pousos e decolagens (crescimento de +90% no 3T20 em comparação ao 2T20) com aumento de 86% de litros abastecidos nas aeronaves no mesmo período analisado, o que demonstra a altitude dos resultados perante a aviação comercial, em uma situação que poderá continuar, fazendo a JHSF a voar mais alto, alcançando nuvens jamais vistas por seus concorrentes. O terceiro trimestre ficou marcado na expansão de três novos hangares, por necessidade de seus clientes, devido a lotação da capacidade instalada, sendo destes três, um já ocupado e outros dois em fase de comercialização. Em relação aos resultados, a receita líquida no período apresentou crescimento de 82,1% em comparação ao 2T20, que em nossa visão, os resultados continuarão sendo entregues sem turbulência.

“Nadando contra a maré: Vendas poderão surfar boas ondas”

O varejo não foi bom para a maioria dos shoppings center e isso não é novidade. Mas para a JHSF, seu público não sentiu os efeitos, ignorando todas as adversidades causadas em players ligados a média e baixa renda. A companhia mantém seus negócios de renda recorrente ligados as operações de shoppings centers, além dos serviços para os shoppings como estacionamentos, administração, fornecimento de energia e telecomunicações, como o varejo online, que mostrou ser a cereja do bolo da companhia. As marcas internacionais e muitas das vezes únicas no Brasil, mostrou sua força e singularidade na escolha do cliente, o que demonstrou um crescimento por parte das expansões da ABL (área bruta locável) em projetos consilidados, que já fazem parte do land bank, correspondendo a baixo risco operacional, como exemplo, o lançamento do CJ Shops, com aproximadamente 6.500 m² de ABL total, além de um novo projeto localizado na avenida Faria Lima em São Paulo e também no bairro Real Parque, onde complementam o portfólio de construções a serem entregues nos próximos meses.

CJ Shops Jardins

“ JHSF: Valor de luxo em preço promocional”

A empresa vem sendo questionada por diversos investidores por sua governança corporativa, considerado por muitas vezes, o “calcanhar de aquiles” por parte dos acionistas. Em nossa avaliação, a criação do Comitê de transações com partes relacionadas, instaurando o regimento interno do conselho Fiscal, nos promoveu maior conforto e tirou toda e qualquer dúvida proveniente deste assunto.

Até no dia 15 de janeiro, as ações da JHSF apresentam uma desvalorização de 12,92% no período de um ano, o que nos leva a analisar uma empresa com valor de luxo mas com preço de suas ações em patamar promocional, principalmente quando comparado ao valor de seu último follow-on que saiu a R$ 9,75 por ação. Desta forma, acreditamos que este desconto poderá se reduzir ao longo do tempo, juntamente com a entrega expcional de seus resultados.

Você acredita que a companhia não gerou caixa? Vamos lá, temos o fluxo de caixa financeiro, investimentos e operacional. Quando marcou a entrada do atual CEO Thiago Alonso na JHSF, o endividamento da companhia era de R$ 2,5 bilhões e atualmente o número gira em torno de R$ 1,3 bilhões. Como a empresa pagou essa conta? Sim, através da geração de caixa de suas atividades. Os recursos provenientes do follow-on foram destinados aos investimentos, como no aeroporto, adquirindo terrenos para ampliação de seu pipeline, mostrando que ainda está cedo para dizer que a companhia é aquilo que influencers dizem, aliás temos a visão que a empresa está apenas na pista de decolagem, pronta para alçar voos cada vez maiores. E você, vai embarcar neste voo?

Sobre o autor:  Marco Saravalle é analista CNPI-P e sócio-fundador da BM&C e da Sara Invest. Foi estrategista de Investimentos do Banco Safra, estrategista de Investimentos da XP Investimentos, Analista e co-gestor de fundos de investimentos na Fator Administração de Recursos e GrandPrix e analista de ações na Coinvalores e Socopa. Iniciou sua carreira no programa de Trainee do Citibank. Formado em Ciências Econômicas pela PUC-SP, Pós-graduado em Mercado de Capitais pela USP e Mestrando em Economia e Finanças pela FGV/EESP. Atualmente é Diretor Administrativo/Financeiro da Apimec Nacional, membro do comitê de educação da CVM e presidente do Conselho da ONG de educação financeira, Multiplicando Sonhos.

http://sarainvestoficial.com/

Caso você também queira escrever algo em nosso Portal, envie seu texto para contato@smallcaps.com.br. Além do texto, precisamos de sua assinatura, com nome e qualificação. Nos reservamos o direito de decidir quais textos iremos ou não publicar.

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Small Caps

NÃO SE TRATA DE RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA

Siga nosso Twitter: https://twitter.com/portalsmallcaps

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui