Como a empresa conseguiu se recuperar tão rapidamente de uma pandemia

Criada em 2006, a Movida atua no ramo de aluguel de carros com a frota mais nova do Brasil e possui lojas nas principais cidades e aeroportos do país. A empresa oferece diárias que podem chegar a 27 horas, locação Carbon Free, quilometragem livre, Wifi, Sistema GPS, além de USB e CD player em todas as categorias de veículos.

Em 2013 foi adquirida pelo grupo JSL e hoje pertence à Movida Participações, criada em 2015 para administrar as operações da empresa.

Desde 2017 possui capital aberto na bolsa de valores no segmento do Novo Mercado, com ações ordinárias (MOVI3) e no mercado fracionado (MOVI3F).

DESAFIOS QUE MOVEM PARA O SUCESSO

As transformações ocorridas pela companhia em 2016 e os desafios que tiveram que lidar ao longo do tempo, fizeram com que a empresa conseguisse dobrar de tamanho em apenas 3 anos. A forte concorrência com empresas consolidadas e com muito tempo de mercado tornam o desafio ainda maior para a companhia. Com a abertura de capital na bolsa de valores, no segmento Novo Mercado, em 2017, conseguiu captar recursos de terceiros e, no mesmo ano, conseguiu lançar o sistema de pré-pagamentos e alcançou 241 postos de atendimento. Em 2018, com mais uma inovação, a Movida amplia seu mercado e cria o i-move que oferta aos clientes bikes e trikkes, através de uma plataforma multimodal.

Resultado de imagem para movida

O QUE FAZER PARA SUPERAR O “NOVO NORMAL”

Com o impacto da Covid-19, empresas no mundo todo se viram com a missão de se reinventar. A realidade agora era de isolamento e transformar a rotina de trabalho para preservar a saúde e os negócios. Desse modo, apesar das externalidades e da maior crise sanitária de todos os tempos, a Movida mostrou uma rápida recuperação. Os nichos mais afetados do setor foram os de viagens de turismo e carros por assinatura (pessoa física e jurídica). No entanto, a companhia ampliou seu e-commerce e conseguiu vender mais carros durante a pandemia do que antes. A locadora conseguiu uma receita de R$ 1 bilhão no segundo trimestre de 2020, elevação de 5,8% em comparação com o mesmo período do ano anterior. A frequente queda na taxa básica de juros (Selic) também contribui para o cenário de vendas internas da companhia, uma vez que o crédito está mais barato. Por outro lado, a desvalorização do real frente ao dólar se torna uma fraqueza no quesito importação.

MOVENDO CRESCIMENTO ECONÔMICO ALINHADO À SUSTENTABILIDADE

A acionista controladora da empresa, Simpar (SIMH3) está avaliando a proposta de apresentar a fusão entre a Movida e CS Frotas. Com isso, a Movida conseguirá aumentar sua receita líquida em operações de GTF leves. Tal feito irá gerar a oportunidade de aumentar a escala, o poder de barganha e a competitividade no mercado, diminuição de custos fixos, entre outras vantagens. 

Com as crescentes preocupações em relação ao meio ambiente, as empresas precisam assegurar que estão fazendo a sua parte. Desta forma, através de sua subsidiária financeira Movida Europe, a companhia precificou sua primeira emissão de títulos internacionais, assumindo um compromisso de reduzir em 30% a emissão de gases de efeito estufa até o ano de 2030. A Movida é a primeira companhia de locação de automóveis no mundo a emitir um Sustainability Linked Bond. 

Sobre o autor:  Marco Saravalle é analista CNPI-P e sócio-fundador da BM&C e da Sara Invest. Foi estrategista de Investimentos do Banco Safra, estrategista de Investimentos da XP Investimentos, Analista e co-gestor de fundos de investimentos na Fator Administração de Recursos e GrandPrix e analista de ações na Coinvalores e Socopa. Iniciou sua carreira no programa de Trainee do Citibank. Formado em Ciências Econômicas pela PUC-SP, Pós-graduado em Mercado de Capitais pela USP e Mestrando em Economia e Finanças pela FGV/EESP. Atualmente é Diretor Administrativo/Financeiro da Apimec Nacional, membro do comitê de educação da CVM e presidente do Conselho da ONG de educação financeira, Multiplicando Sonhos.

Caso você também queira escrever algo em nosso Portal, envie seu texto para contato@smallcaps.com.br. Além do texto, precisamos de sua assinatura, com nome e qualificação. Nos reservamos o direito de decidir quais textos iremos ou não publicar.

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Small Caps

NÃO SE TRATA DE RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA

Siga nosso Twitter: https://twitter.com/portalsmallcaps

Instagram: www.instagram.com/portalsmallcaps

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui