Após décadas escondida na bolsa brasileira com liquidez quase nula, a Irani fez nesse ano um re-IPO (um follow-on que, de tão representativo, tem o peso de um IPO), captando R$ 405 milhões. Esses recursos foram diretos para o caixa da empresa e serão utilizados em projetos de expansão e redução de custos (empresa planeja se tornar 100% auto-suficiente em energia elétrica).

Conforme prometido à época, a companhia está finalizando os ajustes para migração ao mais alto grau de governança corporativa, o Novo Mercado. Para isso, agendou, para início de Outubro, AGE e AGESP para migração das ações preferenciais (RANI4) em ordinárias (RANI3). Ficando com 100% das ações ordinárias, a empresa estará apta para os últimos ajustes burocráticos para a migração, que deve ocorrer ainda no mês de Novembro.

Mas afinal, o que faz a Irani?

A imagem acima resume bem a operação:

  1. através de florestas próprias, produz resinas (pouco representativas – foco no mercado externo) e madeira. Com a madeira, produz papel kraft para embalagem.
  2. Esse mesmo papel também é usado para produção de papelão ondulado, usado para produção de caixa e chapas.
  3. Tanto o papel kraft quanto o papelão ondulado, podem voltar para Irani para serem reciclados (aparas). Esse papel reciclado representa aprox 70% das matérias-primas da Irani.

O foco da companhia é o mercado interno, com base bem diversificada de clientes, especialmente do setor alimentício (uma das mais resilientes do país), aproveitando-se de suas unidades na região Sul.

Vale a Pena Investir na Irani?

Primeiramente, vamos analisar os diferenciais da empresa e do setor:

  • Momento favorável para os setores ecologicamente sustentáveis: Irani possui diversas certificações ambientais no Brasil e no Mundo, como FSC, ISO 9001:2005, ISO 14064:2006, além de divulgar há 14 anos ininterruptos relatórios de sustentabilidade. Trata-se de Empresa Carbono Neutro (capturam mais gases de efeito estufa do que produzem).
  • Ampliação do uso de papel como solução de embalagem, inclusive como um substituto ao uso de plásticos. Papel é reciclável, biodegradável, econômico, resistente e higiênico.
  • Tendência positiva do E-commerce e Delivery: a crise atual acelerou ainda mais o processo de crescimento das vendas online, que necessitam de maior utilização de papeis do que nas vendas físicas.
  • Brasil é o país com maior produtividade florestal focada na produção de papeis entre os países mais representativos.

Olhando os números, temos atualmente o seguinte cenário (últimos 12 meses):

  • Valor de Mercado: R$ 1,3 bilhões
  • Receita: R$ 900 milhões
  • Ebitda: R$ 244 milhões (EV/EBITDA = 8,44)
  • Dív Líquida: R$ 678,6

Obs: nessas contas, não foram consideradas as entradas do re-IPO, o que melhoraria substancialmente o indicador EV/EBITDA e reduziria a dívida líquida.

Porém, vale reforçar que o nosso papel é apenas de trazer informações sobre as empresas, de forma a dar mais visibilidades às Small Caps. A decisão de investir ou não no papel é individual.

Se você está buscando uma empresa resiliente, pagadora de dividendos e com uma “pegada” ecológica, a Irani é uma boa candidata a ser considerada.

Siga nosso Twitter: https://twitter.com/portalsmallcaps

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/smallcaps.com.br/

NÃO SE TRATA DE RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA

Sobre o Autor: Victor Kietzmann Junior é Economista formado pela FEA e atua individualmente há mais de 20 anos no mercado de ações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui